hero

PRÉMIO DE DESIGN LEXUS

A LEXUS APRESENTA A SUA 12.ª SEMANA DO DESIGN DE MILÃO, SOB O TEMA "LIDERAR COM LUZ"

A Lexus acredita apaixonadamente no poder do design para mudar o mundo. Há mais de uma década que o Evento do Design Lexus proporciona experiências incríveis aos visitantes da Semana do Design de Milão, que apresenta a sua filosofia.
2019 não é diferente e, para o evento deste ano, intitulado "Liderar com luz", a Lexus associou-se à empresa de design mundialmente conhecida, a Rhizomatiks. Conhecida pela sua utilização imaginativa da tecnologia para cativar audiências, a Rhizomatiks trabalhou anteriormente com a Lexus, em 2014, na exposição de arte e tecnologia, Media Ambition Tokyo.
Inspirada na tecnologia de iluminação do futuro, da Lexus, "Liderar com luz" é uma apresentação envolvente, que inclui iluminação divertida e dinâmica, na qual aparentemente inúmeros feixes de luz são manipulados para interagir com a forma humana.
Os visitantes também poderão ver o trabalho dos seis finalistas no Prémio de Design Lexus 2019. Lançado pela primeira vez em 2013, este concurso internacional de design destina-se a criadores oriundos de todo o mundo. O objetivo do prémio é promover o desenvolvimento de ideias que contribuam para a sociedade, apoiando aqueles cujo trabalho possa contribuir para a criação de um futuro melhor.
Selecionados a partir de 1548 candidaturas, os finalistas deste ano são:
Algorithmic Lace, de Lisa Marks
Um sutiã de renda, desenvolvido em 3D, para sobreviventes de cancro da mama. Este sutiã é feito por medida através da aplicação de padrões algorítmicos que criam renda tridimensional. Deste modo, evitam-se os aspetos do design que provocam desconforto após a cirurgia, dando a cada mulher mais confiança no seu novo começo.
Arenophile, de Rezzan Hasoglu
Um projeto que procura dar uma nova utilização à areia do deserto, disponível em abundância. Através da criação de materiais compósitos utilizando areia do deserto e ligantes não tóxicos, surgiram novos produtos na sequência de experiências e pesquisas.
Baluto, de Jeffrey E. Dela Cruz
Um sistema habitacional modular, concebido para enfrentar terramotos e inundações. O projeto Baluto avalia um espaço habitável no terreno, com capacidade para enfrentar um aumento súbito do nível da água de inundações, em zonas baixas, em que a principal preocupação é mitigar as inundações.
Green Blast Jet Energy, de Dmitriy Balashov
Uma turbina que recolhe e transforma em energia o sopro do jato dos reatores das aeronaves durante a descolagem. A energia do projeto Green Blast Jet Energy pode ser convertida para utilização nas diferentes necessidades dos aeroportos.
Hydrus, de Shuzhan Yuan
Equipamento de tratamento de emergência para derrames de petróleo offshore que aumenta a eficiência do trabalho. O equipamento Hydrus não só tenta resolver um problema, mas também incentiva as pessoas a lidar com as alterações do ambiente do nosso planeta.
Solgami, de Ben Berwick
Uma persiana que produz eletricidade e aumenta a iluminação interior. O projeto Solgami utiliza a geometria do origami para que os residentes em apartamentos desenvolvam uma relação mais próxima com o ambiente exterior e para lhes dar a possibilidade de decidir entre uma maior iluminação ou a produção de eletricidade.
Todos os finalistas tiveram a oportunidade de trabalhar e ter como seu mentor um designer reconhecido a nível global, a fim de criarem protótipos dos seus designs e para depois os exporem. O vencedor do Grande Prémio deste ano será selecionado por um painel de especialistas do setor e designers reconhecidos a nível mundial, tendo o anúncio sido feito no dia 8 de abril.